Conversas

Em agosto de 2013 rolou conversa virtual

conversas2013_web-05

No que deu Conversas para um Desenho de Sociedade em 2013

O convite para descrever é antes – e sempre – uma evocação do tempo.

É mais ou menos assim: a gente escolhe (na cabeça) quê recorte fazer daquilo que vai descrever e coloca em língua, no agora.

O convite para descrever é antes – e sempre – o convite para estar presente. Para re-perceber que o tempo é a qualidade viva que permite à existência existir e que, por isso, tudo é quando.

O quando dá movimento ao tempo, e o movimento gera efemeridade. Esta traz consciência de que o que esteja não precisa ser e se é é porque segue estando por escolha da gente: “Uso a palavra justiça quando penso em ações/re-soluções/escolhas que não lesam o outro e nem a mim …”, Lucila Garcia Matsumoto; ou  como Emanuela Helena, “Está justo quando todos saem satisfeitos e ninguém é prejudicado!…”

“Qual a sua descrição de justiça?” foi a pergunta que Conversas para um Desenho de Sociedade pousou esse ano para experimentar uma dinâmica que não foi encontro e que ainda assim teve presenças. Virtual (pelo Facebook.com/DesenhoDeSociedade).

A resposta: não só descrever justiça é desafiador, mas também fazer descrição.

Participou?

Algumas descrições foram inclusas na nossa reflexão sobre uso da língua em tema justiça nesse Conversas… virtual. Clique aqui e veja se a sua está por lá!

Agradecimento

Nosso superobrigado pela participação de cada um que usou tempo para descrever e compartilhar a própria descrição de justiça. Sempre uma conversa incrível!

Twitter

Error: Twitter did not respond. Please wait a few minutes and refresh this page.